terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Esteatose hepática

O que é?
     Esteatose hepática, conhecida como fígado gordo ou fígado gorduroso, promete ser a doença do século XXI, em que ocorre o acúmulo de gordura no fígado. Normalmente, o nosso fígado possui pequenas quantidades de gordura que compõem o seu peso em cerca de 10% e quando essa quantidade é excedida ocorre a esteatose.
     Os riscos de lesão hepática aumentam gradativamente conforme o acúmulo de gordura no fígado. Quando o paciente tem histórico de ingestão de álcool, a doença pode evoluir para cirrose hepática e muitas vezes causar a morte.
Nessa imagem é possível notar a diferença entre um fígado normal e um fígado com esteatose hepática, que possui um tamanho maior e coloração amarelada.

Como pode ser adquirida?

     Atualmente ela é muito comum e pode ser causada por diversas condições, além da ingestão crônica de álcool, como por exemplo:
  • Obesidade: Mais de 70% dos pacientes com esteatose hepática são obesos. Quanto maior o sobrepeso, maior o risco.
  • Diabetes Mellitus: Assim como a obesidade, o diabetes tipo 2 e a resistência à insulina também estão intimamente relacionados ao acúmulo de gordura no fígado.
  • Drogas. Várias medicações podem favorecer a esteatose, entre as mais conhecidas estão: corticoides, estrogênio, amiodarona, antirretrovirais, Diltiazen e Tamoxifeno. O contato com alguns tipos de pesticidas também está relacionado ao desenvolvimento de esteatose hepática.
  • Desnutrição ou rápida perda de grande quantidade de peso.
  • Colesterol acima do normal: alta taxa de LDL (colesterol ruim) e uma baixa taxa de HDL (colesterol bom).
A esteatose hepática pode ser tratada?
     Sim, para a prevenção e reversão dessa patologia são necessários cuidados diários com a saúde, prestando bastante atenção nos seus hábitos diários, para que eles sejam alterados se prejudiciais e assim aumentar a sua qualidade de vida. Sendo uma doença reversível é importante acompanhamento nutricional e médico para o seu tratamento.
Rosana Lima
FONTES:


Nenhum comentário:

Postar um comentário